BIOMEDICINA

A idealização da criação do curso de biomedicina foi uma ideia inovadora e pioneira no Brasil, com um currículo novo, formando profissionais para um campo especializado, o que era inexistente; assim, nasceu o curso de Ciências Biológicas modalidade médica, que posteriormente foi transformado e conhecido como o de Biomedicina. 

O curso foi criado em 1966, na Escola Paulista de Medicina, idealizado por Leal Prado, voltado para formar pesquisadores. 

 Leal Prado, à esquerda

HISTÓRICO

Tudo teve início quando a ideia de um novo projeto foi ao encontro dos estudantes, pois havia aqueles que tinham identidade com as ciências biológicas, mas que não se destinavam para a área de assistência médica. 

O objetivo do curso, naquela época, era o de criar docentes especializados em matérias da grade básica de medicina e de odontologia, além de pesquisadores científicos para auxiliarem no desenvolvimento da ciência. Posteriormente, em dezembro de 1950, foi convocada uma reunião pelos Profs. Leal Prado de Carvalho e José Ribeiro do Valle para discutirem esse assunto.

Com a federalização da Escola Paulista de Medicina (EPM), que passou a fazer parte da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o regimento dela foi modificado, sendo aprovado pelo então Conselho Federal de Educação em 8 de julho de 1965. Neste regimento continha a organização de um curso de Graduação Biomédica e do curso de doutorado em Ciências Biomédicas.

"Mural  pintado por Pietro Nerici a entradado edifício Leal Prado, representando a história da medicina experimental"

Após um grande esforço e dedicação desse grupo, nasceu o curso biomédico na Escola Paulista de Medicina em março de 1966 e também na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), com objetivos bem estabelecidos, ocupando um espaço onde sua representatividade e importância se fez notar de modo crescente.

Novos cursos tiveram início em 1967 na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP) e Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (UNESP). Em 1970, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Barão de Mauá, (atual Centro Universitário Barão de Mauá), em Ribeirão Preto.

Do início de sua formação, para os dias atuais, o curso biomédico passou por várias modificações, adaptando o curso ao mercado de trabalho e garantindo que os biomédicos obtenham espaço no mercado. Atualmente o curso tem mais de 30 habilitações, assegurando sua ampla extensão, além da pesquisa e docência.

Referências:

1. Reginato, Valdir/ Gallian, Dante Marcelo Claramonte

EPM 80 ANOS, MEMÓRIA, IDENTIDADE

São Paulo: EPM, 2014. / 196p.

2. Conselho Federal de Biomedicina - CFBM

O QUE FAZEMOS

Disponível em <https://cfbm.gov.br/historia-da-biomedicina/>

  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por Beatriz Assis e Comissão de Comunicação da 1ª Jornada da Biomedicina UNIFESP